Francesinha, uma iguaria Portuguesa

GASTRONOMIA

A Francesinha é uma iguaria surpreendente da culinária portuguesa e diz lenda que este sanduíche é originário da cidade do Porto.

Um prato bastante complexo, rico, com muitos ingredientes e que vai ganhando “novas interpretações” ou “releituras”, dando personalidade única ao sanduíche de cada casa que a oferece. Modernização ou Gourmetização à parte, a tradicional e esplendidamente fantástica.

 

 

O que é a Francesinha?

Dependendo do lugar onde você vai se deliciar com a Francesinha, ela pode apresentar algumas variações, mas quase todas têm uma base:

  • Bife (carne bovina ou lombo de porco)
  • Fiambre
  • Frios
  • Linguiça
  • Salsicha

Esta montanha é coberta com queijo derretido e algumas ainda levam um ovo no topo. São acompanhadas com batata frita.

O molho define essa iguaria e é feito com molho de tomate, cerveja e pimenta piripiri. O sabor do molho varia de lugar para lugar e cada casa tem sua receita secreta guardada a sete chaves, afinal, dizem os entendidos no assunto: “O molho faz toda a diferença”.

 

Mais sobre a Francesinha…

Reza a lenda que o sanduíche veio com inspiração em um clássico francês, o Croque Monsieur. Essa receita teria sido trazida por Daniel David Silva para Portugal e daí vem o nome Francesinha.

 

Ao restaurante Regaleira, na cidade do Porto, atribui-se a primeira comercialização do sanduíche.

O segredo do molho foi levado por um empregado da casa até um outro restaurante, o Mucaba, do outro lado do Douro, e assim teria começado a expansão da famosa Francesinha.

Há quem diga que a história é outra e que os responsáveis pela sua criação teriam sido os os franceses, quando trouxeram está cultura na época das invasões napoleônicas, porém o molho, teria sido uma inovação dos portugueses.

Sei lá de quem é a culpa. Eu só sei que não tenho culpa nenhuma em saborear esta maravilha.

Gostou? Então compartilhe com seus amigos!!!

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.